sábado, março 26, 2011

Professora Raimunda Ribeiro Silveira é homenageada pela Prefeitura de Itaporanga


 

A Câmara municipal de Itaporanga D´Ajuda aprovou o Projeto de Lei do executivo de 24 de março de 2011, alterando o nome da Escola Municipal Francisco José Alves do povoado Rio Fundo da Cachoeira para Escola Municipal Professora Raimunda Ribeiro da Silveira, pelos relevantes serviços prestados a sociedade itaporanguense.
A solenidade aconteceu nesta sexta-feira, dia 25 de março, na Escola Municipal Professora Raimunda Ribeiro e contou com as presenças do prefeito César Mandarino, da primeira dama e Secretária de Ação Social, Marília Mandarino, da secretária de Educação, Arleide Brito, do secretário de Agricultura, Professor Humberto, do diretor da Diretoria Regional  de Educação (DRE1), Dionísio de Almeida Neto, vereadores César de Pentha, Ronaldo Oliveira e Francinaldo,  esposo da homenageada, Pompílio Oliveira Silveira de 93 anos, filhos, parentes e amigos.
Além da mudança de nome da escola, a Prefeitura de Itaporanga, através da Secretaria de Obras, realizou obras de infraestrutura como colocação de grades para proteger os alunos, muro externo e rampa para deficientes físicos, além da recuperação elétrica e hidráulica e um abrigo de ônibus.
O prefeito César Mandarino fez questão de homenagear a professora Raimunda Ribeiro Silveira pelos relevantes serviços prestados a comunidade e ao mesmo tempo entregar mais uma obra significativa para população do Rio Fundo da Cachoeira. “ O prefeito sozinho não é ninguém, mas com a ajuda das lideranças, vereadores em sintonia  com o povo, os obstáculos são vencidos”, disse o prefeito, ressaltando que aproveitou oportunidade para entregar também a reforma da Escola Municipal Tenente José Carvalho da Costa do povoado Rio Fundo do Ponto
Biografia da homenageada
Em 28 de junho de 1928, nasceu no povoado rio Fundo Cachoeira, município de Itaporanga D´Ajuda, Raimunda Ribeiro da Silveira, filha de Antonio José da Silveira, mais conhecido na comunidade como Inácio, e dona Eunice Ribeiro Silveira, também conhecida como “Passarinho”, seus avós paternos: Antonio Inácio e Virginia da Silveira e avós maternos: José Pereira Ribeiro e Maria da Costa Barbosa.
Suas irmãs:Renildes Ribeiro da Silveira, Risoleta Ribeiro da Silveira e Risalva Ribeiro da Silveira e Rivanda Ribeiro da Silveira.
Passou a maior parte de sua infância na companhia de seus pais e de suas irmãs na mesma comunidade em que nasceu, onde também iniciou os seus estudos até a 3 série do antigo primário.  Aos 11 anos, estudo o 4 ano primário no Colégio Instituto Brasileiro e o curso ginasial no Colégio Atheneu Sergipense.
Em 1949, casa-se com o primo Pompílio Oliveira Silveira, juntos constituíram uma linda família composta por 12 filhos, sendo seis homens e seis mulheres.
Em 1950, surge a oportunidade do primeiro emprego, ser professora na Fazenda Paréu, localizada no município de Itaporanga D´Ajuda, onde lecionou durante dois anos. Surge uma vaga em uma escola no povoado Carlos Torres, para onde é transferida.
Após alguns anos é transferida para o povoado Rio Fundo para ensinar em sua própria residência. Em 1978, foi transferida para o Grupo escolar  Francisco José Alves, onde lá permaneceu até se aposentar.
Sem nenhuma formação na área de saúde pública, exercia o papel de enfermeira, em seu coração ardia o desejo de ajudar o próximo e, desta forma ela abria as portas de sua casa, onde as autoridades de saúde deixavam os medicamentos básicos. Em uma época onde malária, doença infecciosa grave, causada por parasitas, transmitida pela picada do mosquito se alastrava pelas comunidades rurais do povoado, era ela a pessoa encarregada de fazer a coleta das amostras de sangue para posterior exame.
 Hoje ela sente gratificada por tudo que fez, por fazer parte da história do seu povo.


Um comentário:

Monikita disse...

Sinto-me orgulhoso em ser filho da homenagiada, ao mesmo tempo em que agradesço ao prefeito Casar Mandarino pelo reconhecimento do que minha Mãe fez pelo povo do seu lugar.Jusué Ribeiro.